Anuncie Barato!


Ypy, o primeiro tablet brasileiro da positivo

Hugo 20 de Setembro de 2011

É, há algum tempo a apple apresentou a justificativa da sua fábrica na Brasil como a ameaça da Positivo ao seu mercado. Exageros a parte, o primeiro tablet da positivo está chegando no final de outubro, e agora dá as caras. E como se fosse ameaça, o tablet da positivo tem tela de 4:3 como poucos tem, e como o Ipad tem.
O Ypy (cujo nome vem do tupi-guarani “primeiro”) virá em duas opções, o Ypy 7 de 7” e o Ypy 10 de 9,7”, sendo que o primeiro já tem preço divulgado e custará em torno de 999 reais. Analisar a entrada do Ypy no mercado brasileiro é complicado, principalmente porque não dá pra entender as reais intenções da Positivo nessa empreitada. Lançando um tablet com proporção similar ao Ipad soa como um belo acerto, no entando o Ypy virá com Android 2.3 Gingerbread o que é um belo contra-golpe quando todos tablets estão vindo já com o Honeycomb. E os problemas não acabam aí, o Ypy virá com suporte a wi-fi, mas sem 3G. Então compare o preço do Ypy com o preço do Samsung Galaxy Tab 7” (P1010) por exemplo, que também só possui wi-fi e é vendido pelos mesmos 999 reais. Eu acho complicado largar um Samsung para pegar um Positivo, mas não é só isso. A positivo só fará a montagem do Ypy, com peças importadas, e por isso seu preço é tão alto, e ainda corre o risco de aumentar mais caso o dólar continue subindo.

A presença do Android Gingerbread no Ypy, ainda é um mistério, principalmente porque a Positivo ainda não deu detalhes do Processador e da memória RAM que o Ypy irá usar. Sendo assim, pode ser que a presença do Android 2.3 seja apenas uma forma de cortar custos com um hardware mais potente, ou talvez uma questão de adequar um fraco sistema a um OS mais acostumado a rodar com fracos sistemas (como o de celulares).
O Ypy 10 ainda não tem data para lançamento e provavelmente deve chegar até o natal, com um preço que vai depender muito do dólar.

Especificações:

Positivo Ypy 7
• Tela: 7 polegadas (4:3, resolução de 1024 x 768 pixels)
• Sistema operacional: Android 2.3.4
• Peso: 420 gramas
• Espessura: 11,8 mm
• Bateria: autonomia de até 9 horas
• Câmeras: frontal
• Memória de armazenamento: 10 GB (expansível por cartão SD)
• Memória e processador: não divulgados
• Preço: a partir de 999 reais (Wi-Fi)
• Conectividade: USB, miniHDMI, expansão por cartão SD
• 3G: opcional

Positivo Ypy 10
• Tela: 9,7 polegadas (4:3, resolução de 1024 x 768 pixels)
• Sistema operacional: Android 3.2 Honeycomb
• Peso: 700 gramas
• Espessura: 11,8 mm
• Bateria: autonomia de até 8 horas
• Câmeras: frontal e traseira
• Memória de armazenamento: 20 GB (expansível por cartão SD)
• Memória e processador: não divulgados
• Preço: não divulgado
• Conectividade: USB, miniHDMI, expansão por cartão SD, GPS
• 3G: opcional

Fonte: Gizmodo



2 Comentários »

  1. Lagarto 20 de Setembro de 2011 at 14:02 - Reply

    O que eu gostei:

    -a proporção da tela (4:3);

    -autonomia da bateria (até 9 horas);

    -conectividade (principalmente microSD e USB).

    Minha principal ressalva é o preço, muito alto mesmo. Concordo contigo, Hugo, por esse preço ele não tem a mínima chance contra o Galaxy tab de 7 polegadas, ao meu ver.

    Isso que ainda falta saber do processador (2 núcleos?) , RAM (512, 1Gb ?), confirmar o multitouch (não me venham com tela resistiva) e demonstrações do produto em uso (essencial).

    Só pra finalizar, usar Gingerbread a essa altura do campeonato também me pareceu um pouco estranho. Já existe versão do Honeycomb específica para tablets de 7 polegadas, será que o Google não liberou para esse aí? Sendo assim, o tablet teria o Android Market (o Google só liberava o market nessa versão para telefones*) ?

  2. rc_pc 20 de Setembro de 2011 at 15:57 - Reply

    Que eu saiba o honeycomb só foi liberado para tablets 7 duo core 1GB de RAM, isto é, com a mesma configuração dos de 10. Provavelmente o yvy 7 não deve ter a configuração requerida.

Deixe uma resposta »