Anuncie Barato!


Onde os tablets vão parar?

Fred Dutra 24 de Abril de 2012
Onde os tablets vão parar?

Começo esse artigo com essa pergunta que pode ser facilmente respondida: nos lares, no trabalho, nas mãos dos usuários no dia a dia… Enfim, os tablets foram pensados para trazer mais comodidade e funcionalidade para as pessoas, minimizando os problemas de conexão e acesso aos computadores, por exemplo. Além de outras funcionalidades como diversão, interatividade, organização e muito mais. Porém, o que vemos nos dias de hoje é a incorporação do equipamento em ambientes diversos, mesmo aonde poderíamos imaginá-lo, mas com outra função que não seja o uso convencional.

Por exemplo, um bar em São Paulo colocou a disposição dos clientes, em cada mesa, um tablet. E não foi para que possam navegar ou brincar enquanto frequentam o ambiente, mas para que possam acessar o cardápio, conferir os preços, pratos, fazer o pedido, que vai direto para cozinha, e ainda solicitar a conta. De certa forma substitui a função do garçom, apesar de que o intuito foi apenas agilizar o serviço.

Ainda em São Paulo, as redes de cinema Cinemark receberam modelos de tablets Samsung Galaxy Tab 10.1 para uso dos frequentadores da Sala Bradesco Prime. Sim, uma das que possui o valor mais alto do ticket. O intuito é apresentar o equipamento e atrair novos consumidores. O conteúdo exibido no equipamento é restrito, apenas trailers de filmes e opções dos serviços da lanchonete. Porém, é uma possibilidade que nos faz pensar se daqui algum tempo cada lugar do cinema não terá um tablet. E que tais serviços e conteúdo possam ser acessados ali mesmo.

Mais além do que estabelecimentos comerciais, o Governo do Estado do Amazonas está desenvolvendo um projeto para que o uso de equipamentos móveis, incluindo os tablets, possam ser usado para pagamento de taxis. Trata-se de um aplicativo que vai permitir que os clientes que pagam com o cartão, principalmente os turistas (foco do projeto para copa de 2014) possam efetuar o pagamento através do sistema do tablet.

Os taxistas estarão equipados com dispositivos moveis que juntamente com as operadoras de crédito irão creditar o valor da corrida. A intenção é minimizar o tráfego de dinheiro durante o evento e abranger as opções de bandeiras dos cartões de crédito, evitando a transtorno como não aceitação ou assaltos.

Além disso, uma pesquisa recente realizada pelo Centro de Pesquisas Pew, nos Estados Unidos, publicada na terça-feira, 17, concluiu que entre os usuários da tecnologia móvel a tendência para o pagamento de serviços com os dispositivos móveis vai aumentar e terá o uso frequente. Mais precisamente, até o ano de 2020. Está aí o Google Wallet que não nos deixa mentir quanto às tentativas de incorporação do serviço nos equipamentos.

Não só no comércio, mas em escolas, hospitais e serviços de segurança os tablets já são uma tendência. Enquanto isso imagine aonde mais eles podem chegar daqui alguns dias ou o que acham da utilizam nestes locais. Deixe sua opinião!



UM Comentário »

    Deixe uma resposta »